Legia Varsóvia - Legia Warsaw

Da Wikipédia, A Enciclopédia Livre

Pin
Send
Share
Send

Legia Varsóvia
Nome completoLegia Warszawa SA
Apelido (s)Wojskowi, Legioniści (os militares, legionários)
FundadoMarço de 1916; 104 anos atrás (1916-03)
Como Drużyna Sportowa Legia (Sport Team Legia)
EstádioStadion Wojska Polskiego
Capacidade31.800 (menos quando todos os fãs estão sentados)[1]
ProprietárioDariusz Mioduski
PresidenteDariusz Mioduski
GerenteCzesław Michniewicz
LigaEkstraklasa
2019–20
Local na rede InternetSite do clube
Temporada atual

Legia Warszawa (Polonês:[ˈLɛɡʲja varˈʂava]), conhecido em inglês como Legia Varsóvia, é um profissional futebol clube baseado em Varsóvia, Polônia. O Legia é um dos clubes de futebol polonês mais bem-sucedidos da história, vencendo 14 Ekstraklasa Títulos de campeões,[2] um recorde de 19 Copa polonesa troféus e quatro SuperCup polonês partidas. A sede do clube é o Estádio do Exército Polonês (Stadion Wojska Polskiego).

O Legia foi formado entre 5 e 15 de março de 1916 durante as operações militares da Primeira Guerra Mundial na Frente Oriental no bairro de Maniewicze, na Volínia, como o principal clube de futebol das Legiões Polonesas. Após a guerra, o clube foi reativado em 14 de março de 1920 em um casino oficial em Varsóvia como Wojskowy Klub Sportowy Warszawa, renomeado Legia em 1923 após a fusão com outro clube local, Korona.[3] Tornou-se o principal clube oficial de futebol da Exército Polonês – Wojskowy Klub Sportowy Legia Warszawa (Clube Desportivo Militar Legia Varsóvia). De 1949 a 1957, Legia era conhecido como CWKS Warszawa (Clube Desportivo Militar Central de Varsóvia).

Antes de 8 de abril de 2004, era propriedade de Pol-Mot e de 8 de abril de 2004 (vendido por 3 milhões de zlotys) até 9 de janeiro de 2014, era propriedade do conglomerado de mídia Grupo ITI.[4]Atualmente o clube é propriedade de Dariusz Mioduski, que atua como presidente do clube.

História

Formação e começos

O Legia e a Divisão de Equipe Sanitária após uma vitória por 7-0 do Legia. Primavera de 1916
Legia Varsóvia em 1916

Legia foi formada entre 5 e 15 de março de 1916 durante as operações militares na Primeira Guerra Mundial no Frente Oriental na vizinhança de Maniewicze dentro Wołyń,[5] como o principal clube de futebol do Legiões Polonesas.[6] A formação do clube em 1916 foi muito influenciada pela eclosão da Primeira Guerra Mundial, porque muitos soldados poloneses estiveram envolvidos na formação das Legiões Polonesas antes da guerra. Os soldados, muitas vezes jovens do sul da Polônia (principalmente de Cracóvia e Lwów) jogavam futebol antes da guerra e, portanto, após a formação do time, logo conquistaram o sucesso.[7] O futebol era uma boa forma de passar o tempo livre, nos momentos calmos do ataque eram organizados jogos de futebol, que exigiam a posse de bola, marcando gols provisórios e encontrando uma dezena de jogadores.[8]

O primeiro treinamento da equipe começou na primavera de 1915 em Piotrków, entre 5 e 15 de março de 1916 - a pedido do então Sargento Zygmunt Wasserab (jogador pré-guerra de Pogoń Stryj [9]) - que fazia parte do Comando da Legião Polonesa em Kostiuchnówka (perto Maniewicze dentro Wołyń) para criar um clube de futebol. O presidente da organização era Władysław Groele, e o cabo Stanislaw Mielech propôs o nome "Sporting Team Legia", que foi adotado (o termo mais comumente usado pela equipe mais tarde se tornou Legionowa).[10] Outros nomes foram: "Esquadrão de Comando da Legião" e "Styr".[11] Cores branco-preto e braços também foram mostrados, mostrando a letra branca "L" (símbolo das Legiões) no mostrador preto. Os jogadores vestiam roupas brancas com faixas pretas inclinadas, o que era uma referência ao Czarni Lwów.[12]

Na primavera de 1916, a equipe disputou uma série de partidas com outras equipes, a maioria das quais terminou com a vitória do Legia. As partidas mais antigas registradas são: 7–0 com a Divisão Sanitária Divisional, 3–3 com o 6º Regimento de Infantaria e duas vitórias (6–4 e 3–1) com o 4º Regimento de Infantaria.[12] Em julho de 1916 - por causa do Ofensiva de Brusilov - as Legiões começaram a recuar para o oeste e o clube mudou-se para Varsóvia. A primeira partida em que Polonia Varsóvia foi o rival foi disputado em 29 de abril de 1917 em Agrykola Park e terminou com um empate por 1-1.[13] Dos nove jogos disputados em Varsóvia, o Legia venceu seis e empatou três. No primeiro jogo fora de casa, o time conquistou uma vitória por 2–1 sobre o então campeão polonês KS Cracovia em Cracóvia, então Legia se tornou um campeão não oficial do país. Em 1918 a guerra terminou, mas a equipe continuou a jogar apenas jogos amistosos amadores.[12]

Décadas de 1920 e 1930

O clube foi reativado em 14 de março de 1920. Nos cassinos dos oficiais do Castelo Real, um grupo de ex-oficiais formou o Clube Desportivo Militar (WKS) -Wojskowy Klub Sportowy- Varsóvia, estabelecendo as cores branco e vermelho do estatuto. Entre eles estava Zygmunt Wasserab, um dos fundadores do clube.[14]

Devido à guerra polaco-bolchevique e à participação de muitos jogadores de Varsóvia, WKS não foi nomeado para a estreia da liga do campeonato polaco em 1920. Nas temporadas de 1921-1926, a equipa não foi promovida para além da classe A do Varsóvia distrito, mas foi um período muito importante para o clube. Em 1922, um estatuto foi aprovado permitindo que o time jogasse em times civis (ao invés de jogar apenas contra outros soldados). Zygmunt Wassarab e Jerzy Misiński trabalharam juntos e o nome do clube foi alterado para Clube Desportivo Militar "Legia" de Varsóvia.[15] Foi modelado no documento de LKS Pogoń Lwów. Naquela época, uma fusão com o mais antigo clube esportivo de Varsóvia, Korona, foi criada, o que resultou na aquisição de novas cores do clube branco-verde.[3]

Na primeira partida internacional disputada em 18 de maio de 1922, o Legia perdeu por 2 a 9 em seu próprio estádio com o clube tchecoslovaco Viktor Zichkov Praga.[6] Um ano depois, no campeonato de Varsóvia, o Exército conquistou o 3º lugar.[16]

Após a primeira promoção além da Classe A em 1927, o Legia se classificou para a recém-formada Liga de Futebol da Polônia. Roman Górecki, o então presidente da equipe de Varsóvia, tornou-se o primeiro presidente da Liga Polonesa. A estreia foi a 8 de maio em Łódź - Klub Turystów Łódź foi o adversário e o jogo terminou com 6–1. Ao mesmo tempo, o jogador do Legia Marian Łańko marcou o seu primeiro pontapé-livre na liga e fez o seu primeiro hat-trick na história do clube.[17] No mesmo ano, em uma partida contra o Pogonia Lwów, o clube sofreu a maior derrota da liga, perdendo por 2–11.[18] No final da temporada, o Legia terminou em quinto lugar, apesar de cinco derrotas no início da temporada. O avançado do Legia, Marian Łańko, terminou em segundo com 31 golos. O clube de Varsóvia também fez sua estreia na Copa da Polônia, vencendo a partida com o Pogoń Varsóvia por 7-0. Pelas duas temporadas seguintes, o Legia ocupou posições mais altas na liga do que os outros clubes: Polonia e Warszawianka.[12]

Em 1930, após três anos de construção, o Estádio do Exército Polonês foi inaugurado na Rua Łazienkowska. Na primeira partida do novo estádio, o Legia empatou em 1–1 com o Barcelona. No mesmo ano, os legionários derrotaram Hajduki Wielkie por 7–1 em sua 100ª partida na liga. O Legia também teve o maior sucesso antes da guerra nos campeonatos poloneses de 1930 e 1931, onde ficaram com apenas três pontos e um ponto, respectivamente.[12] Além disso, na primeira edição dos prêmios do Ministério das Relações Exteriores aos melhores resultados em competição internacional, o Exército recebeu um troféu de "viagem".[19]

Na temporada de 1935, o Legia permaneceu na liga, ganhando um ponto de vantagem sobre o rebaixado Cracóvia, e então em 1936 - no 20º aniversário do clube - perdeu sete jogos consecutivos e registrou a única queda da liga em sua história. Em 1937, a diretoria do clube decidiu voltar ao estatuto militar. Como resultado, quase todos os civis partiram da primeira equipe, principalmente para outras equipes de Varsóvia. Em 1937 - na classe A do distrito de Varsóvia - o Legia conquistou o quarto lugar e, um ano depois, conquistou o primeiro lugar e disputou os play-offs da primeira divisão. O Legia foi o terceiro colocado nos play-offs e não conseguiu avançar. A diretoria reagiu retirando o clube de todas as competições e decidiu fazer apenas amistosos. Em 1938, a maioria das seções da equipe foi dissolvida, restando apenas três: tênis, natação e motocross.[12]

Década de 1940

Após o fim da Segunda Guerra Mundial - em abril de 1945 - o clube foi reativado com o nome de I Wojskowy Klub Sportowy Warszawa (1º Clube Desportivo Militar de Varsóvia), e em junho acrescentou um membro histórico do Legia. Entre as pessoas que contribuíram para a reconstrução do clube estavam: Julian Neuding - jogador do pré-guerra Makabi Warszawa, Karol Rudolf - jogador do Legia antes da guerra, Henryk Czarnik e Józef Ziemian - jogadores do Legia do período entre guerras. A equipe inicialmente disputou amistosos com times da região, mas depois também com clubes de outros países, como o sueco IFK Norrköping e o iugoslavo FK Partizan.

No primeiro campeonato polonês do pós-guerra, realizado em 1946, o Legia ficou em segundo lugar no grupo eliminatório, caindo fora da competição. Em 1948, depois de se classificar para a pausa de nove anos do escalão mais alto, o Legia se classificou após uma vitória nas eliminações inter-regionais do Nordeste e depois ficou em segundo lugar na qualificação nacional. O Legia acabou ficando em quarto lugar, empatando 3-3 com Ruch Chorzów. Foi o 250º jogo do clube na liga. A primeira partida do pós-guerra na primeira camada aconteceu em 14 de março de 1948, batendo Polonia Bytom 3–1.

Pelas próximas duas temporadas, o Legia só se manteve na primeira divisão devido a um melhor diferencial de gols contra os times rebaixados, levando a 9ª e 10ª respectivamente. Em novembro de 1949, após as reformas introduzidas pela então federação polonesa de futebol, o clube mais uma vez mudou seu nome para Centralny Wojskowy Klub Sportowy (Central Army Sports Club). Além disso, um novo brasão (letra C grande e letras menores: W, K, S). O patrono oficial da equipe era o Exército do Povo Polonês.[20] O Legia se tornou um clube militar, então foi possível conseguir jogadores de outros clubes, jogadores como Lucjan Brychczy, Ernest Pohl e Edmund Kowal, todos foram levados para Legia.[21][22]

Década de 1950

Em 1951, o Legia conquistou o terceiro lugar na liga, e nas competições da copa perdeu nas oitavas de final com Polonia Warszawa. Um ano depois, o Legia alcançou seu primeiro sucesso na competição da Copa da Polônia, chegando à final (na qual o Polonia Warszawa venceu por 1–0). O time reserva chegou a esta fase da competição, enquanto o time titular desistiu nas oitavas de final, perdendo para o Lechia Gdańsk. No campeonato, o clube ficou em sexto lugar, e no Puchar Zlotu Młodych Przodowników (a edição de estreia da Taça da Liga) foi eliminado na fase de grupos. Em 1953, o Legia conquistou o 5º lugar na primeira liga e, na temporada seguinte - além do 7º lugar - a equipe conseguiu chegar à semifinal da Copa da Polônia, na qual o Gwardia de Varsóvia venceu por 2–1.[6]

O Legia conquistou seu primeiro troféu em 29 de setembro de 1955, derrotando Lechia Gdańsk 5–0 na final da Copa da Polônia. Um mês depois - em 20 de novembro, após um empate 1-1 com Zagłębie em Sosnowiec - o clube ganhou seu primeiro campeonato polonês. A equipa formada pelo treinador húngaro János Steiner conquistou o seu primeiro gibi na história do futebol polaco. Na temporada seguinte, Ryszard Koncewicz tornou-se o treinador do Legia. O clube comemorou seu 40º aniversário e repetiu as conquistas do ano anterior. Primeiro, ele selou o campeonato polonês após um empate em 2–2 com o ŁKS Lodz, e então derrotou na final da taça Górnik Zabrze com uma vitória por 3–0.[23][6] Esses sucessos foram conquistados com o fortalecimento da equipe por meio do recrutamento para o exército[24] de jogadores de clubes como: Polonia Bytom, Ruch Chorzów ou Wawel Kraków. Este último, como a maioria do então Okręgowych Wojskowych Klubów Sportowych (Clubes Desportivos Militares do Distrito, OWKS), foi dissolvido. Oficialmente, devido à "reorganização da divisão militar", na prática isso significava fortalecer o CWKS Warszawa (nome de Legia na época).[25] A equipe então conquistou sua maior vitória da história, derrotando Wisła Cracóvia 12-0 - a partida aconteceu em 19 de agosto de 1956 em Varsóvia. Além disso, as três primeiras colocações na classificação de gols ao final da temporada foram ocupadas por legionários, e o título de rei dos artilheiros foi conquistado pelo Henryk Kempny que marcou 21 gols.[6]

Em 1956, além de vencer a dupla nacional, o Legia estreou-se nas competições europeias, disputando as oitavas de final do torneio. Taça dos Campeões Europeus com os campeões da Tchecoslováquia Slovan Bratislava. No primeiro encontro fora de casa, o time perdeu por 0–4, e na segunda mão em casa eles venceram por 2–0 após gols de Kowal e Brychcz, mas foram eliminados em outros jogos. O encontro em Varsóvia foi assistido por 40.000 fãs.[23]

Na reunião de 2 de julho de 1957 - presidida pelo Coronel Edward Potorejko - o estatuto do clube foi aprovado e a primeira diretoria de 31 membros do WKS Legia foi eleita, da qual um presidium de 11 pessoas foi então selecionado. A natureza jurídica do clube também mudou. A partir da unidade militar anterior, que era a CWKS, foi constituída uma associação desportiva com personalidade jurídica. O nome do clube também foi alterado, uma vez que o nome histórico Legia foi devolvido (Clube Desportivo Militar "Legia" Varsóvia). Além disso, foram aprovadas novas cores que ainda hoje são utilizadas: branco-vermelho-verde-preto (posteriormente foi alterada a ordem das duas primeiras cores) e o atual brasão foi adotado até hoje (com intervalos).[26]

Jogadores do Legia (aparecendo como um time de Varsóvia) foram convidados para a Espanha para jogar a primeira partida no novo FC Barcelona estádio, Camp Nou em 24 de setembro. A partida terminou com um resultado de 4–2 para os anfitriões. Eles lutaram na liga naquela temporada, terminando em quarto lugar, e foram eliminados da Copa da Polônia nas oitavas de final, perdendo para Ruch Chorzow por 1–2 (naquele período, até 1961, a temporada da I liga foi disputada em março a agosto). Em 1958, o Legia conquistou o 6º lugar no campeonato polonês e em 1959 o 4º lugar.[27][23]

Década de 1960

Na década de 1960, o Legia ocupava regularmente posições de liderança na tabela de classificação. Em 1960, a iluminação artificial foi instalada no Estádio do Exército Polonês, graças ao qual a instalação se tornou a segunda na Polônia onde as partidas podiam ser disputadas após o anoitecer. O primeiro encontro sem luz natural foi disputado no dia 5 de outubro com o clube dinamarquês Aarhus Gymnastikforening como parte da qualificação para a European Club Champions Cup.[28] O Legia venceu a partida por 1 a 0 após o gol de Helmut Nowak. No entanto, com uma derrota por 0–3 na primeira partida na Dinamarca, eles desistiram de outros jogos. Na mesma temporada, Tadeusz Błażejewski, aos 11 minutos do empate por 2–2 contra o ŁKS Łódź, marcou o milésimo gol do Legia no campeonato. O clube comemorou outro aniversário em 26 de outubro de 1960, jogando a quinta centésima partida na liga principal; O Legia venceu Zagłębie Sosnowiec por 1–0. Na tabela de classificação o Legia ficou com a segunda colocação, conquistando o título de vice-campeão da Polônia e perdendo para Ruch Chorzów por 1 ponto. Na temporada seguinte, a equipe conquistou a medalha de bronze do campeonato polonês ao conquistar a terceira colocação no campeonato.

No ano seguinte, a liga mudou do sistema primavera-outono para outono-primavera, o que significa que as partidas da liga começaram na primavera de 1962. A liga foi dividida em dois grupos, nos quais as equipes das mesmas regiões jogaram com entre si. O Legia - que ficou em terceiro lugar em seu grupo - venceu a competição pelo 5º lugar com o Wisła Kraków, empatou em 1–1 fora de casa e venceu por 4–1 em casa. Na Copa da Polônia, o time desistiu nas oitavas de final, perdendo por 0–3 com Odra Opole. Na temporada 1962/1963 com o novo sistema de campeonatos, a equipe conquistou a 7ª colocação, e a briga pela Copa polonesa novamente terminou nas oitavas de final (perdendo para o vencedor posterior, Zagłębie Sosnowiec, 0–2).[6]

O Legia terminou a temporada 1963-64 em quarto lugar na liga, marcando o mesmo número de gols que o segundo colocado Zagłębie Sosnowiec e o terceiro Odra Opole. O diferencial de gols decidia quem ficava em qual lugar. O clube alcançou um resultado muito melhor na Copa da Polônia, onde a equipe comandada pelo técnico romeno Virgil Popescu chegou à final. Na partida, jogou no Estádio do 10º aniversário, Legia venceu após prolongamento com Polonia Bytom 2–1. Henryk Apostel marcou os dois gols do Legia.[6] Na temporada seguinte, o Legia conquistou novamente o 4º lugar na liga e, na Copa da Polônia, chegou à semifinal, na qual perdeu após prorrogação por 1–2 com Górnik Zabrze (que se tornou o vencedor da taça).[27] A equipe também competiu no Taça das Taças UEFA. Na primeira rodada, o Legia eliminou o austríaco FC Admira Wacker Mödling. Na segunda eles derrotaram os turcos Galatasaray SK. Depois de duas partidas houve um empate e o terceiro (o passo decisivo para o avanço) encontro em Bucareste. O Legia venceu por 1 a 0 e foi o primeiro time polonês a avançar para as quartas de final de qualquer competição europeia de clubes. Nesta fase do torneio a equipe perdeu para o alemão TSV 1860 Munich e foi eliminado da competição.[29][6]

A comemoração dos 50 anos de existência do clube aconteceu em 1966. No campeonato a equipe conquistou a 6ª colocação, enquanto melhor resultado foi alcançado na décima segunda edição da Copa da Polônia. No jogo disputado em 15 de agosto no Warta Poznań estádio, o Legia venceu após prolongamento na final, batendo Górnik Zabrze por 2–1, com Bernard blaut marcar no último minuto. Vencer a Copa da Polônia permitiu ao clube competir na Copa dos Vencedores das Copas na temporada 1966-67. Nas oitavas de final, o Legia foi nocauteado por FC Sachsen Leipzig depois de perder 0–3 fora e empatar 2–2 em casa. A equipe ficou em quarto lugar na tabela de classificação e na Copa da Polônia foi eliminada após uma derrota por 1–3 nas oitavas de final com o Wisła Kraków. Nessa temporada, Kazimierz Deyna estreou-se na equipa do Legia.[6]

Na temporada de 1967-68, pela segunda vez em sua história, o clube foi o vice-campeão da Polônia e foi promovido como o primeiro time polonês ao Taça de Feiras Inter-Cidades. Na Copa da Polônia, o Legia foi nocauteado por GKS Katowice nas oitavas de final. No mesmo ano, a equipe fez sua estreia no Taça Intertoto. O Legia venceu o seu grupo, mas não avançou para a Taça Intertoto porque os jogos da Taça Intertoto não eram competições oficiais da UEFA.[30][6] Legia, liderada pelo treinador tchecoslovaco Jaroslav Vejvoda, terminou a temporada 1968-69 em primeiro lugar na tabela, ganhando assim o terceiro campeonato polonês. A equipe chegou à final da Copa da Polônia, na qual perdeu para o Górnik Zabrze por 0–2. O clube também fez sua estreia na Copa Inter-Cidades com Feiras. Na primeira rodada, o Legia venceu duas vezes, 6–0 e 3–2 contra o TSV 1860 Munich. Na próxima rodada, eles ganharam por 0-1 e 2-0 contra o time belga Waregem, e o terceiro oponente era Újpest FC. Na próxima rodada, os jogadores da equipe húngara foram melhores e o Legia foi derrotado por 0-1 fora. Um empate 2–2 em Varsóvia viu seus rivais promovidos para a próxima fase. Em 1969 houve mais um sucesso - os juniores do Legia conquistaram o primeiro campeonato da história do clube.[6]

Lucjan Brychczy e Edmund Zientara no treinamento contra Feyenoord em 1970.

Para a próxima temporada, ex-jogador Edmund Zientara foi contratado como o novo técnico do time principal. Seu time conquistou o título de campeão polonês pela segunda vez consecutiva. Na luta pela Copa da Polônia, o Legia foi eliminado na semifinal com Ruch Chorzów. As atuações do clube no Taça dos Clubes Campeões Europeus foi um grande sucesso - o Legia chegou às semifinais da competição. Nas oitavas de final, derrotou o clube romeno FC UTA Arad 2–1 e 8–0, clube francês Saint-Étienne nas oitavas de final por 2–1 e 1–0, e clube turco Galatasaray nas quartas de final 2–1 e 1–0. Na semifinal, eles jogaram contra Feyenoord. A primeira partida em Varsóvia terminou com um empate de 0-0, enquanto o time da casa venceu por 2-0.[30]

Década de 1970

Os anos 1970 eram conhecidos como os da Polônia era de ouro do futebol. Em 1971, o Legia foi vice-campeão da Polônia pela terceira vez em sua história e encerrou sua campanha pela Copa da Polônia nas quartas de final. Pelo segundo ano consecutivo o clube disputou a European Club Champions Cup, onde chegou às quartas-de-final, perdendo contra Atletico Madrid (2–1 e 0–1). Eles eliminaram anteriormente IFK Gothenburg (4–0, 2–1) e Standard Liège (0–1, 2–0).[6] De dezembro de 1971 a fevereiro de 1972, o Legia fez um tour pela Espanha e por países da América do Sul, incluindo Equador, Costa Rica e Colômbia - esta foi a primeira vez que a equipe visitou esta parte do mundo. Na temporada 1971-72, o time terminou em terceiro lugar na tabela de classificação e perdeu na final da Copa da Polônia com Górnik Zabrze por 2–5. Em setembro de 1972, o clube de Varsóvia derrotou o Víkingur Reykjavík nas oitavas-de-final da Taça dos Vencedores das Taças, por 9-0,[31] que é a maior vitória da equipe polonesa nas competições europeias. Na rodada seguinte, o Legia enfrentou o A.C. Milan. O primeiro jogo foi disputado no 10th Anniversary Stadium e terminou empatado por 1–1.[32] No San Siro, após o tempo regulamentar, o empate também foi mantido - o Milan marcou o gol da vitória dois minutos antes do final do tempo extra para vencer o jogo por 2–1.[33][34] Naquela temporada, o Legia conquistou o 8º lugar na liga e conquistou sua quinta Copa da Polônia - após eliminar Szombinrek nas semifinais (3–1 e 1–1).[35][36] Na partida final contra o Polonia, em 17 de junho de 1973, em Poznań, o resultado sem gols foi mantido pelos 90 minutos do tempo regulamentar do jogo, bem como por todo o tempo extra. Os legionários finalmente venceram nos pênaltis, 4-2.[37]

A temporada de 1973-74 começou com uma derrota nas oitavas de final da European Club Champions Cup em conjunto com PAOK FC (1–1 em Varsóvia, 0–1 em Salónica). No início de 1974, o clube foi para a Espanha e França para enfrentar o Barcelona (1–1 em Camp Nou) e Lente RC (0–2). A equipe terminou a competição da liga em 4º lugar, e na Copa da Polônia eles foram eliminados nas quartas de final, perdendo por 1–2 para Stal Rzeszów. Logo após o final do campeonato, os legionários foram a um torneio internacional que aconteceu nas Ilhas Canárias - empataram com Cádiz CF, ganhou com CD Tenerife e Hércules CF. Outra viagem ao exterior aconteceu no final de janeiro de 1975. Legia voou para a Austrália e se tornou a primeira equipe polonesa a visitar todos os continentes (exceto a Antártica).[6] O Legia ficou com a 6ª colocação no campeonato e perdeu nas oitavas de final da Copa da Polônia. Após a temporada, ocorreu a primeira transferência do jogador polonês para o Ocidente, o que foi permitido pela PZPN e pelo Ministério do Esporte. Robert Gadocha foi comprado por FC Nantes, mais tarde campeões franceses.

O Legia na temporada de 1975-76 terminou a liga no meio da tabela (8º lugar), e na Copa da Polônia chegou às oitavas de final, onde perdeu para o GKS Jastrzębie após os pênaltis. No outono de 1976, o 60º aniversário do clube foi comemorado. No aniversário, 12 de outubro, duas partidas foram disputadas no estádio do Exército Polonês: uma reunião com o Legia e o Varsóvia Polonia (vitória em casa por 2 a 0) e uma partida entre Legia e Dukla, que terminou em 4–2 para os legionários. Em fevereiro de 1977, a equipe fez a viagem seguinte, desta vez para a Indonésia. Na ocasião, foram seis jogos (quatro vitórias, dois empates) e um total de 15 gols marcados - sem Deyna, que estava em um estágio na Iugoslávia e na Grécia.[38] O Legia também se apresentou pela segunda vez na Copa Intertoto. Os oponentes do Legia eram: Landskrona BoIS (1–0 e 2–1), SK Slavia Praga (1–1 e 2–2) e BSC Young Boys (4–1 e 1–1).[39] O Legia ficou em segundo lugar no grupo e mais uma vez não foi recompensado com uma promoção à Taça UEFA. A equipe - terminando na 8ª posição - repetiu o resultado da temporada anterior, enquanto na Copa da Polônia foi eliminada na semifinal, perdendo para Polonia Bytom 1–2.

Durante a segunda metade da década de 1970, os legionários não chegaram às 3 primeiras posições para entrar nas competições europeias e o 5º lugar na temporada de 1977-78 foi sua posição mais alta. Além disso, a equipe repetiu o resultado obtido um ano antes na Copa da Polônia - o Legia chegou à semifinal, na qual foi eliminado por Zagłębie Sosnowiec após pênaltis. A próxima temporada (1978-79) foi a última em que Kazimierz Deyna representou o clube. Além disso, o clube jogou sua milésima partida na categoria mais alta do futebol - a partida ocorreu em 25 de abril contra o Lech em Poznań (uma derrota por 1–2). A temporada terminou com um 6º lugar na liga e na oitava final da Copa da Polônia (onde perdeu para o Zagłębie II Lubin por 1–2). Em 18 de setembro de 1979, ocorreu a despedida de Kazimierz Deyna - amistoso com o clube inglês Cidade de Manchester, que concordou com sua transferência para £100.000. O jogo terminou 2–1 para o Legia. Deyna jogou toda a partida e marcou dois gols - um pelo Legia (no primeiro tempo) e o segundo pelo seu novo clube (no segundo). A partida foi muito popular e muitos torcedores tiveram que assisti-la de trás dos portões do estádio.[6][40]

Década de 1980

O Legia começou a década vencendo a Copa da Polônia, vencendo Lech Poznań 5–0 na final em 9 de maio de 1980. Na liga, os legionários ficaram em quarto lugar. Um ano depois, o clube de Varsóvia defendeu a Copa da Polônia com uma vitória por 1-0 sobre Pogoń Szczecin em 24 de junho, mas teve dificuldades no campeonato, terminando em quinto lugar. Na temporada seguinte, a equipe disputou uma partida nas quartas-de-final da European Club Champions Cup com Dinamo Tbilisi. Durante a primeira reunião em Varsóvia, os fãs, devido ao grande número de policiais no estádio, começaram a entoar os slogans: "Abaixo o comunismo" e "MO - Gestapo". Depois de ser derrotado por 0-1, os fãs organizaram um desfile anticomunista (esta situação se repetiu várias vezes na década de 1980). A partida fora de casa também terminou em 0-1, que foi assistida por 90 mil torcedores em Tbilisi.[41][42] Na temporada de 1981-82, o Legia terminou em quarto lugar, e na Copa da Polônia foi eliminado nas oitavas de final, perdendo para Arka Gdynia 1–2.[43]

A temporada 1982-1983 começou com uma mudança de parte da equipe. O Legia também ganhou um novo treinador, com Kazimierz Górski sendo substituído por Jerzy Kopa no meio da temporada. O Legia terminou em oitavo lugar na tabela da liga, enquanto na Copa da Polônia eles caíram nas quartas de final depois de perder por 0-1 contra o Lech Poznań em Varsóvia. Um ano depois, o Legia terminou em quinto lugar na briga pelo título, e na Copa da Polônia chegou à 5ª rodada, onde perdeu para o Górnik Zabrze 2-3 após a prorrogação.

Na virada de 1984 e 1985, após a rodada de outono, o Legia conquistou o primeiro lugar na tabela. Eles terminaram como vice-campeões da Polônia, o que significava que o clube iria participar do Taça UEFA. Além disso, a equipe chegou às quartas de final da Copa da Polônia (uma derrota no total com Górnik Zabrze). Na temporada seguinte, 1985-86, o sucesso da liga se repetiu e as quartas de final da copa em casa foram obtidas novamente. Ambos os títulos foram para Górnik Zabrze. Nos mesmos anos, os legionários chegaram às oitavas de final e às oitavas de final da Copa UEFA, perdendo duas vezes com Inter de Milão. Na primeira partida, o Milan empatou em 0-0 em casa, o que foi considerado um grande sucesso para o clube de Varsóvia.[6] A partida de volta em Łazienkowska terminou com o placar de 0-1 e o time italiano avançou para a próxima rodada.[44][45] No ano seguinte, em 1986, o Legia enfrentou o Inter de Milão novamente com uma vitória por 3-2 em Łazienkowska e uma derrota por 0-1 na Itália, que eliminou o clube polonês em gols fora de casa.[46][47]

No início da temporada 1986-87, o time de Varsóvia viajou para a China e venceu a Copa da Grande Muralha, derrotando os anfitriões por 2-0. A equipe jogou em Pequim e outras cidades por uma semana, na virada de julho e agosto.[48] Em seguida, além de outro desempenho de sucesso na Europa, o Legia conquistou o 5º lugar no campeonato e chegou à 5ª rodada de eliminatórias (perdendo para o Wisła Kraków nos pênaltis). No final de 1987, no estádio do Legia, a pista foi removida e o campo de futebol ampliado.[citação necessária]

O Legia terminou o ano seguinte no campeonato em terceiro lugar e chegou à final da Copa da Polônia. Dentro Łódź, os legionários empataram em 1–1 com Lech e a vitória foi decidida por pênaltis, que o time de Poznań venceu por 3–2. Um ano depois, o time de Varsóvia ficou em quarto lugar na liga e venceu a Copa da Polônia no estádio em Olsztyn, espancamento Jagiellonia Białystok 5–2.[49] Duas semanas após o sucesso, eles também conquistaram a Supertaça da Polônia pela primeira vez, derrotando Ruch Chorzów 3–0 pol. Zamość.

O troféu ganho em Zamość foi a primeira peça de prata após a reorganização do clube - em 25 de abril de 1989, a diretoria do clube decidiu separar a seção de futebol da seção poliesportiva CWKS e estabelecer a seção de futebol autônomo (ASPN CWKS "Legia "Varsóvia).

Em 1 de setembro, jogador de futebol de longa data e capitão do Legia, Kazimierz Deyna, morreu em um acidente de carro em San Diego.[6]

No final da década, em 13 de setembro, o Legia competiu contra FC Barcelona na primeira rodada do Taça das Taças UEFA. A partida em Barcelona terminou com um empate de 1 a 1, após um gol não reconhecido pelos legionários e um pênalti para os adversários aos 85 minutos da partida. Na revanche em Łazienkowska Legia perdeu 0-1, com 25 mil torcedores nas arquibancadas. Michael Laudrup marcou o único gol.[6]

Década de 1990

O início dos anos noventa não foi um sucesso para o clube, principalmente no campeonato polonês. Na temporada de 1989–90, a equipe terminou em sétimo lugar e a temporada seguinte em nono.[50][51] A temporada de 1991-92 terminou em 10º lugar[52] - pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial, o Legia estava lutando contra o rebaixamento para a segunda liga. A equipe evitou o rebaixamento depois de vencer por 3-0 em uma partida fora contra Motor Lublin no penúltimo jogo da temporada.[50] O clube obteve melhores resultados na Copa da Polônia. Em 1990, Legia derrotou GKS Katowice na final e conquistou seu nono troféu. Um ano depois, o clube de Varsóvia enfrentou novamente o GKS Katowice na final da Copa da Polônia, mas desta vez os rivais que venceram a partida por 1 a 0 se mostraram melhores. Na temporada seguinte, 1989-90, o Legia ganhou sua nona Copa da Polônia, o que significa que foi capaz de jogar na Taça das Taças UEFA em 1990-1991. A equipe de Varsóvia, dirigida por Władysław Stachurski chegou às semifinais do torneio, eliminando os gostos de Sampdoria e Aberdeen. Eles perderam nas semifinais para Manchester United (1-3 em Varsóvia e 1-1 em Manchester).[50]

No outono de 1992, o primeiro patrocinador privado, o empresário Janusz Romanowski, investiu no clube. Um acordo de patrocínio de dois anos foi assinado com a FSO (no valor PLN 2,4 bilhões naquela época), bem como com a Adidas. Após a quarta rodada da temporada 1992-93, Janusz Wójcik tornou-se o treinador do Legia. O alto orçamento dos acordos de patrocínio permitiu que jogadores como Maciej Śliwowski e Radosław Michalski a ser contratado. Isto, por sua vez, traduziu-se em melhores resultados e na adesão à competição pelo campeonato nacional.[53] Em 20 de junho de 1993, após uma vitória fora de 6-0 contra Wisła Cracóvia, a equipe venceu o campeonato polonês. Porém, no dia seguinte, o presidente da PZPN O conselho, com 5–4 votos, decidiu tirar o título do Legia e atribuí-lo ao terceiro time na mesa - Lech Poznań (depois de anular as últimas partidas do Legia e do ŁKS, a equipe de Poznań conquistou o primeiro lugar na tabela). A decisão se deu por conta das denúncias de suborno na última partida da liga. Além disso, o Legia foi obrigado a pagar uma multa de 500 milhões de zlotys e as autoridades da UEFA excluíram a equipa das competições europeias.[54][55] Duas vezes (dezembro de 2004, janeiro de 2007), o clube solicitou, sem sucesso, que a decisão desfavorável fosse revogada e que o título fosse restaurado.[56] Na mesma temporada, o comitê antidoping decidiu que o jogador do Legia Zub Romano tinha jogado após doping antes da partida contra Widzew Łódź. A amostra de urina do jogador também foi testada em um laboratório em Moscou, onde se considerou que o aumento dos níveis de testosterona não era resultado de doping. A partida foi inicialmente verificada como uma vitória fácil para o time de Łódź, mas a decisão do departamento de jogos do PZPN foi revogada pelo presidente do conselho.[54]

Na temporada seguinte, o Legia conquistou a primeira tríplice coroa da história do futebol polonês. Em 15 de junho de 1994, graças a um empate 1-1 na última rodada com Górnik Zabrze em Varsóvia, os legionários mantiveram uma vantagem de um ponto sobre o segundo lugar GKS Katowice e conquistou o quinto título polonês, apesar de a temporada começar com três pontos negativos devido aos acontecimentos da última rodada na temporada passada. Após a partida, a imprensa publicou acusações de corrupção com o árbitro Sławomir Redzinski, que, quando o placar estava em 1 a 0 para o Górnik, expulsou três dos jogadores do Górnik. Essas alegações não foram comprovadas.[57][58] Em 18 de junho, na final da Copa da Polônia realizada no estádio do Legia, o Legia derrotou ŁKS Łódź 2–0 e ganhou o décimo troféu de sua história. Na partida pela Supertaça (24 de julho), o Legia também enfrentou o ŁKS Łódź e venceu por 6–4 no estádio em Płock. A primeira experiência do clube na Liga dos Campeões terminou em derrota na fase de qualificação - a equipa caiu para o lado croata Hajduk Split (0-1 em casa, 0-4 fora).

A próxima temporada começou com a assinatura de um contrato com Canal + para a transmissão de partidas (a primeira partida da liga polonesa foi a partida do Legia contra GKS Katowice, que teve lugar em 1 de Abril de 1995). Em 31 de maio de 1995, o Legia venceu seu sexto campeonato polonês após uma vitória por 3-0 contra Raków Częstochowa em Varsóvia,[59] e também ganhou a Copa da Polônia (2–0 na final com GKS Katowice). Naquela época, uma das primeiras ações de protesto ocorreu no estádio. O motivo foi o alto preço dos ingressos e a proibição de pendurar bandeiras e faixas na cerca - o conflito terminou depois de três jogos em Varsóvia, graças a um acordo com ativistas.[60] After winning the championship in the 1994–95 season, Legia Warszawa qualified for the Champions League – in the last qualifying round it defeated the Swedish team IFK Göteborg (1–0 in Warsaw and 2–1 in Gothenburg). In the group stage, Legia drew with Rosenborg BK, Spartak Moscou e Blackburn Rovers. Legia finished the group in second place (with seven points) and in the quarterfinals they faced Panathinaikos Atenas. The first match in Warsaw ended in a goalless draw, and in the rematch at the Olympic Stadium in Athens, the Greeks won 3–0. The club did not defend the national championship in the 1995–96 competition and took second place in the league table (behind Widzew Łódź).

In 1997, the club was transformed into Sportowa Spółka Akcyjna (SSA) Legia Warsaw and a new sponsor was acquired, Sul-coreano companhia Daewoo. This season, the legionaries took second place in the league, one reason being a 2–3 loss to Widzew Łódź in the decisive phase of the games (Legia led up until the 85th minute of the match 2–0). The same year Legia went on to win the Polish Cup and the Super Cup. A big change in that period was the addition of Daewoo as a member to the club's name (CWKS "Legia-Daewoo" Warsaw) – the new name did not please fans of Legia and was received coldly by them.[61]

The 1997–98 season saw the club's last appearance in the Taça das Taças UEFA. Depois de passar Glenavon in the qualifying round (with a 1–1 draw in Northern Ireland and a 4–0 win in Warsaw), the team fell to Italian team Vicenza Calcio in the first round of the tournament (losing away 0–2 and drawing at home 1–1). In the league the team took 5th place in the table, and in the Polish Cup reached the 1/8 finals, losing to Amica Wronki 0–3. The next season, 1998–99, ended with a bronze medal in the league. In the national cup the team for the second time in a row was eliminated at stage 1/8 of the tournament; Desta vez, GKS Bełchatów was the one to beat the Warsaw team, who after a goalless result in the regular time of the game won 3–2 in the penalty shootout.[citação necessária]

The club played its 100th match in European competitions – the meeting with Macedonian team Vardar Skopje as part of the 1/64 UEFA Cup final ended with Legia's away victory 5–0 on 12 August 1999. In the 1999–2000 season, Legia took fourth place in the league and did not get to play in the European competitions. In the Polish Cup, the team fell in the quarterfinals to Amica Wronki after a series of penalty kicks (ended with a 3–1 result), while in the League Cup reached the final, in which they lost at home with Polonia Varsóvia 1–2.[citação necessária]

2000–2010

In March 2001, the main shareholder of the club, Daewoo, withdrew from the club's financing, and on 1 July the name of the former sponsor was removed from the club's name and it was reverted to ASPN CWKS "Legia" Warszawa SSA.[62] In the 2000–01 season, the team finished third in the Polish league, and in the Polish Cup lost in the quarterfinals, losing on aggregate 1–4 with Zagłębie Lubin. The same result was achieved by the team in the League Cup – in the quarterfinals of the tournament the team lost to Wisla Kraków, a draw in Warsaw 1–1 and a loss in Kraków 1–3. In the UEFA Cup qualifying round, Legia won against Etzella Ettelbruck (4–0 away, 2–1 in Warsaw), and in the next match they defeated IF Elfsborg (4–1 at home, 6–1 in Sweden). The rival of Legia in the second round was Valencia CF. In the first match at the Polish Army stadium there was a 1–1 draw, but in the rematch the Spaniards won 6–1.[63]

The 2001–02 season, which was led by Dragomir Okuki, ended in Legia's seventh championship title (after a 0–0 draw with Odra Wodzisław in Warsaw),[64] as well as a triumph in the Polish League Cup (3–0 and 1–2 in the final with Wisła Cracóvia) In competing for the Polish Cup, the team reached the quarter-finals, where it lost to Ruch Chorzów (2–4 in Warsaw, 1–0 in Chorzów). Legia played in the Champions League qualifiers in the summer, but in the third round they fell against FC Barcelona – in the first match at Camp Nou, the Catalans won 3–0, in the second they beat Legia 1–0. After defeat against the Spaniards, the Warsaw team competed in the UEFA Cup. In the first round Legia beat FC Utrecht (4–1 at home and 3–1 away), in the second round they were eliminated by Schalke – 2–3 in Warsaw, 0–0 in Gelsenkirchen.

The legionaries finished the 2002–03 season in 4th place, in the Polish Cup they fell in the 3rd round. On 13 June 2003, the name of the club changed to KP "Legia" Warszawa SSA and on the same day the team was greeted by a new coach, Dariusz Kubicki.[50]

The club was purchased by Grupo ITI on 8 April 2004. The team took second place in the league and played in the Polish Cup final, in which it lost to Lech Poznań.[65][66] The next season, 2004–05, the Warsaw team came third in the league table, and in the national cup they lost in the semi-final, falling to Dyskobolia Grodzisk Wielkopolski – 1–1, 1–1, 1–4 on aggregate penalties.

The 2005–06 season was exceptional in the club's history – Legia celebrated its 90th anniversary. First, the team dropped out of the UEFA Cup in the second qualifying round (0–1 in Warsaw and 2–4 in Zurich with FC Zürich) and had a weak start in the league.[67][68] In addition, they only reached the quarter-finals of the Polish Cup, losing on the aggregate with Korona Kielce. Nevertheless, the legionaries won the eighth Polish championship after winning 1–0 in a match against Górnik Zabrze.[69][70] After the arrival of the new coach Dariusz Wdowczyk, they managed to make up for seven points when they were behind Wisła Cracóvia and reach for the title; The Warsaw City Council decided at that time to finance the modernization of the Legia stadium through the construction of three new grandstands and the extension of the covered grandstand. After four years, the legionnaires again stood a chance of winning promotion to the group stage of the Champions League. In the second round of qualifying they beat Hafnarfjarðar – 1–0 away, 2–0 at home. Shakhtar Donetsk turned out to be the next rival in the decisive third stage. Both meetings ended with the defeat of Legia – 0–1 in Donetsk and 2–3 in Warsaw. They attempted to make up for the failure playing against Austria Vienna in the first round of the UEFA Cup. However, Legia did not manage to defeat the Austrian opponent; in the first match in Warsaw the team drew 1–1, and in the return the hosts won 1–0.

In following competitions, Legia dropped out of the fight for the Polish Cup in the 1/16 finals, falling to fourth-division team Stal Sanok,[71] and in the league they won third place. In addition, as part of the Ekstraklasa Cup, the team reached the quarterfinals and lost on aggregate with Górnik Łęczna. The year 2007 brought a change of the coat of arms. The club did not agree with CWKS, which had the rights to the previous logo. The club's board registered their logotype, boycotted by the fans, because it did not resemble the old mark (despite similar colors and the letter "L" had a different outline and arrangement of colors).[72] Eventually, it was not implemented and it was established that the official sign will be modified with the white letter "L" on the black shield. However, the shape differed from the historical one and resembled a triangle, not like the original coat of arms.[73]

At the beginning of the 2007–08 season in Vilnius there were riots caused by Legia fans, which had their apogee at the stadium of FK Vėtra during the match of the second round of the Intertoto Cup. Hooligans, among others devastated the stadium and attacked the police, as a result of which the match was stopped at 2–0 for the Lithuanian club.[74] A few days later, the UEFA Disciplinary Commission verified the result of the meeting with Vėtra for a 3–0 win for the hosts and banned Legia from the current European Cup and qualifying for European competition (UEFA Champions League, UEFA Cup, Intertoto Cup) for the next five years. UEFA also forced the Warsaw club to cover all losses caused by rioters at the host stadium. After submitting the appeal, the penalty was temporarily suspended, taking into account the changes made to enhance safety at Legia's matches.[75]

At the halfway point of the league games Legia took second place, even though it scored more points than in the championship season 2005–06.[76] The legionaries were ten points behind first place Wisła Cracóvia.[77] Eventually, the team reached the Polish Cup and Polish Super Cup[78] after winning against Wisla Kraków twice (0–0, 4–3 caneta. and 2–1), and also won the runner-up title. The legionaries secured their UEFA Cup performance in the next season. In addition, the team played in the Ekstraklasa Cup final. The meeting played in Grodzisk Wielkopolski was won by the local Diskobolia, which after the 4–1 victory won the trophy. In the spring round of the competition, the club joined the campaign Let's Kick Racism from the Stadium, organized by the Never Again Association – Nigdy Więcej – the players ran out on 22 March in a match against Widzew Łódź in shirts with the campaign's name.[79]

In the 2008–09 season Legia started by defeating the Bielo-russo clube FC Gomel (0–0 and 4–1) in the first round of the UEFA Cup qualifying round. In the second the legionaries went to the Russian FC Moscou. Both matches ended with the defeat of legionnaires: in Warsaw 1–2, and in Moscow 0–2. The only goal scored for Legia was by Roger guerreiro. In the league, the team repeated the previous year's achievement, finishing second at the end of the season. The team also reached the semi-finals of the Polish Cup, in which they lost to Ruch Chorzow. In the competition for the Ekstraklasa Cup, Legia appeared in the quarterfinals and was eliminated by GKS Bełchatów.

2011 – presente

Legia won its 10th title with another league championship at the end of the 2013–14 Ekstraklasa temporada. Legia qualified for the Liga dos Campeões 2016–17 group stages for the first time in 21 years after defeating Dundalk on 23 August 2016. The Legionnaires found themselves in group F with the likes of Real Madrid, Borussia Dortmund, and Sporting Lisbon. They finished third place after winning 1–0 against Sporting Lisbon[80] on the last match day in the group stages, sending them to the round of 32 in the 2016–17 UEFA Europa League. Legia was drawn against Ajax where the first match fell goalless in Warsaw.

Legia won its 12th League title in the 2016–17 Ekstraklasa season. They finished with a 0–0 draw against Lechia Gdańsk. Legia needed a draw in the match between Jagiellonia Białystok e Lech Poznań which finished 2–2 and gave Legia the title.[81]

Legia's third consecutive Eksrtaklasa title was won in dramatic circumstances. Needing to win away to Lech Poznan to guarantee the title, a 3–0 victory was awarded to Legia after the game was abandoned. Lech fans threw flares and invaded the pitch after Legia scored to make it 2–0 in the 77th minute, after which the referee called the game off.[82] The result meant Legia won the league, finishing three points above second placed Jagiellonia Białystok.

Estádio

Legia plays its games at Legia Warsaw Municipal Stadium of Marshal Józef Piłsudski (Polish: Stadion Miejski Legii Warszawa im. Marszałka Józefa Piłsudskiego), traditionally also referred to as the Polish Army Stadium (Polish: Stadion Wojska Polskiego), que é um completo estádio específico de futebol dentro Varsóvia, Polônia. Legia has been playing there since 9 August 1930. With space for 31,800 spectators it is the 5th biggest football stadium in the Ekstraklasa. The stadium underwent significant reconstruction between 2008 and 2011, during which all of the stands were demolished and replaced with bigger and more modern ones which increased the stadium's capacity from 13,500 to 31,800 seats. The former Polish Army Stadium is currently owned by the Cidade de varsóvia.

Patrocinadores

AnosKit de futebolPrincipal patrocinador
1978–90Adidas –
1990–91UmbroMüller
1991Lotto
1992–95AdidasFSO
1995–96Canal +
1996–00NikeDaewoo
2001Adidas[83]
2001–02Pol-Mot
2002–03Kredyt Bank
2008–10n
2011–14Active Jet[84]
2005–Królewskie[85]
2014–2020Fortuna[86]
2020–Plus500[87]

Sócios do clube

Apoiadores e rivalidades

As one of the most successful clubs in Poland, Legia Warsaw is also one of its most popular clubs. Legia has gained devotion from generations of fans from Warsaw as well as around the country, mainly in Voivodia da Masóvia. Legia supporters are considered very spontaneous, dedicated and fanático. Accordingly, in terms of quality of football support, they are also often described as the best supporters in Poland.[88] Groups of fans follow Legia for practically all away matches, both domestic and international. Supporters of Legia occasionally attract also some negative attention, in particular after events such as motins dentro Lituânia durante uma partida contra Vėtra Vilnius em 10 de julho de 2007.

O velho Żyleta ficar de pé

Traditionally, the most devoted and spontaneous fans occupy the Żyleta stand in their stadium. Before the stadium renovation (2008–2011), the "old" Żyleta referred only to the center section within the eastern stand of the stadium (occasionally, it would also refer to eastern stand as a whole). There is a special exhibition dedicated to the "old" Żyleta in the Legia club museum.[89] Today, after the stadium's renovation, the "new" Żyleta means the whole northern stand of stadium (located behind the goal).

As regards their political sentiments, the supporters of Legia tend to be more ASA direita. Durante comunista times, in particular during the 1980s, Legia fans showed their patriótico e fortemente anti-communistic Visualizações. Today, the fans actively participate in annual commemorations of the Levante de Varsóvia e Dia da Independência da Polônia. Legia fans are also vocal with their views on domestic issues, e.g. their conflict with former Polish primeiro ministro Donald Tusk, as well as on international politics, e.g. by way of displaying banners reading "Kosovo is Serbian" at the stadium.[90] On 22 October 2014, when Legia played with the Ukrainian Metalists they displayed a banner with the names Lwów (Lviv) and Wilno (Vilnius) along with the coat of arms of Rzeczpospolita and flag of Poland on background, what led to negative reactions.[91] On 19 August 2015, in Lviv and Kiev, where Legia played with Zorya, clashes between Ukrainian and Polish fans occurred.Domestically, Legia Warsaw supporters maintain friendly relations with fans of Radomiak Radom, Zagłębie Sosnowiec e Olimpia Elbląg.[92] Internationally, Legia supporters maintain friendly relations with fans of ADO Den Haag e Juventus. Their domestic rivals include all the other Polish teams that play at the domestic top pier league level. Warsaw wise, Polonia Varsóvia is the main rival. In the past, Legia competed with other Warsaw’s football clubs such as KS Warszawianka e Gwardia Varsóvia.

Derby de Varsóvia

The Warsaw derby is a match between Legia and Polonia Varsóvia

PartidasLegia winsDrawsPolonia wins
78292029

Other local rivalries

Between Legia and Gwardia Varsóvia

PartidasLegia winsDrawsGwardia wins
50191615

Between Legia and KS Warszawianka

PartidasLegia winsDrawsKS Warszawianka wins
201028

Honras

Museu Legia Varsóvia inaugurado em 2006

Doméstico

As of the 2019–20 season.[93]
TipoConcorrênciaTítulosTemporadas
DomésticoPolish Championship (Ekstraklasa)141955, 1956, 1968–69, 1969–70, 1993–94, 1994–95, 2001–02, 2005–06, 2012–13, 2013–14, 2015–16, 2016–17, 2017–18, 2019–20
Copa polonesa191954–55, 1955–56, 1963–64, 1965–66, 1972–73, 1979–80, 1980–81, 1988–89, 1989–90, 1993–94, 1994–95, 1996–97, 2007–08, 2010–11, 2011–12, 2012–13, 2014–15, 2015–16, 2017–18
SuperCup polonês41989, 1994, 1997, 2008

  Registro

Europa

Legia in Europe

A partir de 1 de outubro de 2020

ConcorrênciaPldWDeuGFGAGD
Liga dos Campeões / Taça da Europa683214229484+10
Taça dos vencedores das taças371412115339+14
Liga Europa / Taça UEFA117512739171127+44
UEFA213924972310250+60
Taça de Feiras Inter-Cidades6312136+7
Pre-UEFA6312136+7
Total225985374329256+73

Nota: itálico means neutral place results or penalised result

TemporadaConcorrênciaVoltaOponenteCasaLongeAgregar
1956–57Copa europeiaQRChecoslováquiaSlovan Bratislava2–00–42–4
1960–61Copa europeiaQRDinamarcaAGF Aarhus1–00–31–3
1964–65Taça das Taças UEFA1RÁustriaESV Admira-NÖ Energie Wien1–03–14–1
2RPeruGalatasaray2–10–1, 1–03–2
QFAlemanha1860 Munique0–40–00–4
1966–67Taça das Taças UEFA1RAlemanha OrientalBSG Chemie Leipzig0–32–22–5
1968–69Taça de Feiras Inter-Cidades1RAlemanha1860 Munique6–03–29–2
2RBélgicaKSV Waregem2–00–12–1
3RHungriaÚjpest0–12–22–3
1969–70Copa europeia1RRomêniaUT Arad8–02–110–1
2RFrançaSaint-Étienne2–11–03–1
QFPeruGalatasaray2–01–13–1
SFPaíses BaixosFeyenoord0–00–20–2
1970–71Copa europeia1RSuéciaIFK Göteborg2–14–06–1
2RBélgicaLiège padrão2–00–12–1
QFEspanhaAtletico Madrid2–10–12–2 (uma)
1971–72Taça UEFA1RSuíçaLugano0–03–13–1
2RRomêniaRapid București2–00–42–4
1972–73Taça das Taças UEFA1RIslândiaVíkingur9–02–011–0
2RItáliaAC Milan1–11–2 (a.e.t.)2–3
1973–74Taça das Taças UEFA1RGréciaPAOK1–10–11–2
1974–75Taça UEFA1RFrançaNantes0–12–22–3
1980–81Taça das Taças UEFA1RBulgáriaSlavia Sofia1–01–32–3
1981–82Taça das Taças UEFA1RNoruegaVålerenga4–12–26–3
2RSuíçaLausanne-Sport2–11–13–2
QFUnião SoviéticaDinamo Tbilisi0–10–10–2
1985–86Taça UEFA1RNoruegaViking3–01–14–1
2RHungriaVideoton FC Fehérvár1–11–02–1
3RItáliaInternazionale0–1 (a.e.t.)0–00–1
1986–87Taça UEFA1RUnião SoviéticaDnipro0–01–01–0
2RItáliaInternazionale3–20–13–3 (uma)
1988–89Taça UEFA1RAlemanhaBayern de Munique3–71–34–10
1989–90Taça das Taças UEFA1REspanhaBarcelona0–11–11–2
1990–91Taça das Taças UEFA1RLuxemburgoSwift Hesperange3–03–06–0
2REscóciaAberdeen1–00–01–0
QFItáliaSampdoria1–02–23–2
SFInglaterraManchester United1–31–12–4
1994–95Liga dos Campeões UEFAQRCroáciaHajduk Split0–10–40–5
1995–96Liga dos Campeões UEFAQRSuéciaIFK Göteborg1–02–13–1
GRNoruegaRosenborg3–10–4
GRRússiaSpartak Moscou0–11–2
GRInglaterraBlackburn Rovers1–00–0
QFGréciaPanathinaikos0–00–30–3
1996–97Taça UEFA1QRLuxemburgoJeunesse Esch3–04–27–2
2QRFinlândiaFC Haka3–01–14–1
1RGréciaPanathinaikos2–02–44–4 (uma)
2RPeruBeşiktaş1–11–22–3
1997–98Taça das Taças UEFAQRIrlanda do NorteGlenavon1–14–05–1
1RItáliaVicenza0–21–11–3
1999–00Taça UEFAQRMacedônia do NorteVardar5–04–09–0
1RChipreAnortose Famagusta2–00–12–1
2RItáliaUdinese1–10–11–2
2001–02Taça UEFAQRLuxemburgoFC Etzella2–14–06–1
1RSuéciaIF Elfsborg4–16–110–2
2REspanhaValencia1–11–62–7
2002–03Liga dos Campeões UEFA2QRMacedônia do NorteVardar1–13–14–2
3QREspanhaBarcelona0–10–30–4
2002–03Taça UEFA1RPaíses BaixosUtrecht4–13–17–2
2RAlemanhaSchalke 042–30–02–3
2004–05Taça UEFA2QRGeórgia (país)FC Tbilisi6–01–07–0
1RÁustriaAustria Wien1–30–11–4
2005–06Taça UEFA2QRSuíçaZurique0–11–41–5
2006–07Liga dos Campeões UEFA2QRIslândiaFH Hafnarfjörður2–01–03–0
3QRUcrâniaShakhtar Donetsk2–30–12–4
2006–07Taça UEFA1RÁustriaAustria Wien1–10–11–2
2007Taça UEFA Intertoto2RLituâniaFK Vėtrasem0–3 (concedido)0–3
2008–09Taça UEFA1QRBielo-RússiaFC Gomel0–04–14–1
2QRRússiaMoscou1–20–21–4
2009–10UEFA Europa League2QRGeórgia (país)Olimpi Rustavi3–01–04–0
3QRDinamarcaBrøndby2–21–13–3 (uma)
2011–12UEFA Europa League3QRPeruGaziantepspor0–01–01–0
PORússiaSpartak Moscou2–23–25–4
GRPaíses BaixosPSV Eindhoven0–30–1
IsraelHapoel Tel Aviv3–20–2
RomêniaRapid București3–11–0
R32PortugalSporting CP2–20–12–3
2012–13UEFA Europa League2QRLetôniaLiepājas Metalurgs5–12–27–3
3QRÁustriaSV Ried3–11–24–3
PONoruegaRosenborg1–11–22–3
2013–14Liga dos Campeões UEFA2QRGalesOs novos santos1–03–14–1
3QRNoruegaMolde0–01–11–1 (uma)
PORomêniaSteaua București2–21–13–3 (uma)
UEFA Europa LeagueGRItáliaLazio0–20–1
PeruTrabzonspor0–20–2
ChipreApollon Limassol0–12–0
2014–15Liga dos Campeões UEFA2QRRepública da IrlandaSt Patrick's Athletic1–15–06–1
3QREscóciacéltico4–12–0 (0–3 sem)4–4 (uma)
UEFA Europa LeaguePOCazaquistãoAktobe2–01–03–0
GRUcrâniaMetalist Kharkiv2–11–0
PeruTrabzonspor2–01–0
BélgicaLokeren1–00–1
R32Países BaixosAjax0–30–10–4
2015–16UEFA Europa League2QRRomêniaBotoșani1–03–04–0
3QRAlbâniaKukësi1–02–1 (3–0 sem)4–0
POUcrâniaZorya Luhansk3–21–04–2
GRItáliaNapoli0–22–5
BélgicaClub Brugge1–10–1
DinamarcaMidtjylland1–00–1
2016–17Liga dos Campeões UEFA2QRBósnia e HerzegovinaZrinjski Mostar2–01–13–1
3QREslováquiaAS Trenčín0–01–01–0
PORepública da IrlandaDundalk1–12–03–1
GREspanhaReal Madrid3–31–5
AlemanhaBorussia Dortmund0–64–8
PortugalSporting CP1–00–2
UEFA Europa LeagueR32Países BaixosAjax0–00–10–1
2017–18Liga dos Campeões UEFA2QRFinlândiaIFK Mariehamn6–03–09–0
3QRCazaquistãoAstana1–01–32–3
UEFA Europa LeaguePOMoldovaSheriff Tiraspol1–10–01–1
2018–19Liga dos Campeões UEFA1QRRepública da IrlandaCork City1–03–04–0
2QREslováquiaSpartak Trnava0–21–01–2
2018–19UEFA Europa League3QLuxemburgoF91 Dudelange1–22–23–4
2019–20UEFA Europa League1QRGibraltarEuropa3–00–03–0
2QRFinlândiaKuPS1–00–01–0
3QRGréciaAtromitos0–02–02–0
POEscóciaguardas0–00–10–1
2020–21Liga dos Campeões UEFA1QRIrlanda do NorteLinfield1–0N / D1–0
2QRChipreOmonia0–2 (aet)N / D0–2
UEFA Europa League3QRKosovoDrita2–0N / D2–0
POAzerbaijãoQarabağ0–3N / D0–3

Classificação da equipe UEFA

Em 25 de setembro de 2020.[94]

ClassificaçãoEquipePontos
89Inglaterra West Ham United FC 18.092
90Países Baixos Feyenoord17.000
91Polônia Legia Varsóvia17.000
92Grécia AEK Athens FC 16.500
93Israel Maccabi Tel-Aviv FC16.500

Melhores resultados em competições europeias

TemporadaRealizaçãoNotas
Taça da Europa / Liga dos Campeões da UEFA
1970Semifinalperdido para Países Baixos Feyenoord 0–0 in Warsaw, 0–2 in Rotterdam
1971Quartas de finalperdido para Espanha Atletico Madrid 0–1 in Madrid, 2–1 in Warsaw
1996Quartas de finalperdido para Grécia Panathinaikos 0–0 in Warsaw, 0–3 in Athens
Taça das Taças UEFA
1965Quartas de finalperdido para Alemanha 1860 Munique 0–4 in Warsaw, 0–0 in Munich
1982Quartas de finalperdido para União Soviética Dinamo Tbilisi 0–1 in Warsaw, 0–1 in Tbilisi
1991Semifinalperdido para Inglaterra Manchester United 1–3 in Warsaw, 1–1 in Manchester

Registros do clube

  • Number of seasons in Ekstraklasa: 73 (from 1927–36 and from 1948–present)
  • First win in the league: 8 de maio de 1927 Turystów Łódź – Legia Warszaw 1–6 (0–5)
  • Biggest win in the league: 19 August 1956 Legia Warsaw – Wisła Cracóvia 12–0 (5–0)
  • Biggest defeat in the league: 3 de setembro de 1927 Pogoń Lwów – Legia Warsaw 11–2 (6–1)
  • Longest series of victories in the league: 9 (in 1931 and 1932 and 2005–06)
  • Longest series of defeats in the league: 7 (1936)
  • Artilheiro mais antigo: Lucjan Brychczy – 37 years, 2 months, 31 days
  • Artilheiro mais jovem: Ariel Borysiuk – 16 years, 8 months, 21 days

Jogadoras

Seleção atual

Em 24 de setembro de 2020[95]

Nota: As bandeiras indicam a equipe nacional conforme definido em Regras de elegibilidade da FIFA. Os jogadores podem ter mais de uma nacionalidade que não seja da FIFA.

Não.Pos.NaçãoJogador
1GKPolônia POLArtur Boruc
2DFCroácia CROJosip Juranović
3DFPolônia POLMateusz Hołownia
4DFPolônia POLMateusz Wieteska
5DFPolônia POLIgor Lewczuk
7MFCroácia CRODomagoj Antolić
8MFGeórgia (país) GEOValerian Gvilia
9FWRepública Checa CZETomáš Pekhart
11MFEquador ECUJoel valencia (emprestado de Brentford)
14DFPolônia POLMichał Karbownik (emprestado de Brighton e Hove Albion)
16DFPortugal PORLuís Rocha
17MFPolônia POLMateusz Cholewiak
19GKPolônia POLWojciech Muzyk
20FWGuiné GUIJosé Kanté
21FWPortugal PORRafael Lopes
Não.Pos.NaçãoJogador
22MFPolônia POLPaweł Wszołek
24MFPortugal PORAndré Martins
25DFSérvia SRBFilip Mladenović
27FWFrança FRAVamara Sanogo
29DFMontenegro MNEMarko Vešović
30FWPolônia POLKacper Kostorz
33GKPolônia POLRadosław Cierzniak
34DFEspanha ESPIñaki Astiz
39FWPolônia POLMaciej Rosołek
41DFPolônia POLPaweł Stolarski
44DFFrança FRAWilliam Rémy
55DFPolônia POLArtur Jędrzejczyk
67MFPolônia POLBartosz Kapustka
82MFBrasil SUTIÃLuquinhas
99MFPolônia POLBartosz Slisz

Por empréstimo

Nota: As bandeiras indicam a equipe nacional conforme definido em Regras de elegibilidade da FIFA. Os jogadores podem ter mais de uma nacionalidade que não seja da FIFA.

Não.Pos.NaçãoJogador
GKPolônia POLGabriel Kobylak (em Puszcza Niepolomice)
GKPolônia POLMateusz Kochalski (em Radomiak Radom)
DFPolônia POLKonrad Matuszewski (em Odra Opole)
DFPolônia POLDawid Wach (at Wólczanka Wólka Pelkinska)
MFPolônia POLPiotr Kusinski (em Świt Nowy Dwór Mazowiecki)
Não.Pos.NaçãoJogador
MFPolônia POLMateusz Lisowski (at Pogoń Grodzisk Mazowiecki)
MFPolônia POLTomasz Nawotka (em ŁKS Łódź)
MFPolônia POLDawid Olejarka (em Stal Rzeszów)
FWPolônia POLFilip Sobiecki (em Olimpia Elbląg)

Números aposentados

Nota: As bandeiras indicam a equipe nacional conforme definido em Regras de elegibilidade da FIFA. Os jogadores podem ter mais de uma nacionalidade que não seja da FIFA.

Não.Pos.NaçãoJogador
10MFPolônia POLKazimierz Deyna[96]

Hall da Fama

This is a list of former players and coaches who have been inducted into the Legia Warsaw Hall of Fame.[97]

Equipe treinadora

Em 22 de setembro de 2020
TrabalhoNomeNacionalidade
Treinador principalCzesław MichniewiczPolônia
Treinadores assistentesLucjan BrychczyPolônia
Marek SaganowskiPolônia
Treinadores de goleirosKrzysztof DowhańPolônia
Ján MuchaEslováquia
Head of Physical PreparationŁukasz BortnikPolônia
Head of Athletic Performance/ Fitness coachPiotr ZarębaPolônia
Match (football) analystsPrzemysław ŁagożnyPolônia
Maciej KrzymieńPolônia
First Team DirectorKonrad PaśniewskiPolônia
Team DoctorsMateusz DawidziukPolônia
Filip LatawiecPolônia
FisioterapeutasPaweł BamberPolônia
Marcin BatorPolônia
Michał TrzaskomaPolônia
Przemysław WielebskiPolônia
Head of Nutrition (Dietician)Wojciech ZepPolônia
Team ChefEwa OlejniczakPolônia
KitmenSebastian WołowiczPolônia
Krzysztof RzymowskiPolônia
Legia II Treinador principalTomasz SokołowskiPolônia

Gestão

TrabalhoNomeNacionalidade
Proprietário / PresidenteDariusz MioduskiPolônia
Membros do conselhoJarosław JurczakPolônia
Jarosław JankowskiPolônia
Tomasz ZahorskiPolônia
Szymon MilczanowskiPolônia
Chairman of Legia FoundationAnna MioduskaPolônia
Proxy of the President

for Communications and Strategic Projects

Artur AdamowiczPolônia
Board AdvisorBernhard HeuslerSuíça
Diretor de EsportesRadosław KucharskiPolônia
Scouting Director/Vice-Sports DirectorTomasz KiełbowiczPolônia
Academy and Technical DirectorJacek ZielińskiPolônia
Academy Executive DirectorRichard GrootscholtenPaíses Baixos

Coaches and managers

Veja também

Notas

Referências

  1. ^ https://www.uefa.com/MultimediaFiles/Download/EuroExperience/competitions/UEFACup/01/67/58/86/1675886_DOWNLOAD.pdf
  2. ^ Legia won 1st place in 1992–93 Ekstraklasa, but was accused of corruption. Result of the last match was cancelled and the team dropped into second place in the table. The Polish FA (PZPN) decided to give the championship to Lech Poznań.
    "Poland – List of final tables (RSSSF)". rsssf.com. Recuperado 8 de junho 2013.
  3. ^ uma b "Żydzi, masoni, cykliści" (em polonês). www.rp.pl. Recuperado 19 de novembro 2017.
  4. ^ Polska, Grupa Wirtualna. "Lotto Ekstraklasa - Piłka nożna - WP SportoweFakty".
  5. ^ "Historia Legii Warszawa" (em polonês). legia.com. Recuperado 19 de novembro 2017.
  6. ^ uma b c d e f g h Eu j k eu m n o p q "Historia Legii Warszawa" (em polonês). legionisci.com. Recuperado 19 de novembro 2017.
  7. ^ Andrzej Gowarzewski, Zbigniew Mucha, Bożena Lidia Szmel, Wydawnictwo GiA (2013). Legia najlepsza jest ...: prawie 100 lat prawdziwej historii = A verdadeira história da Legia. O livro do jubileu (em polonês). Wydawnictwo GiA. p. 7 ISBN 9788388232374. OCLC 871702861.CS1 maint: vários nomes: lista de autores (ligação)
  8. ^ Przemysław Bator, Grupa Wydawnicza Foksal (2016). Legia: 100 lat (em polonês). Grupa Wydawnicza Foksal. pp. 7–8. ISBN 9788328019225. OCLC 946445933.
  9. ^ "Historia Legii Warszawa" (em polonês). legia.com. Recuperado 19 de novembro 2017.
  10. ^ "47. rocznica śmierci Mielecha" (em polonês). legionisci.com. Recuperado 19 de novembro 2017.
  11. ^ Grzegorz Karpiński (9 de julho de 2003). "Bełkot wieków" (em polonês). legionisci.com. Arquivado de o original em 1 de dezembro de 2017. Recuperado 19 de novembro 2017.
  12. ^ uma b c d e f "Historia Legii Warszawa" (em polonês). legia.net. Recuperado 19 de novembro 2017.
  13. ^ "História: Pierwszy mecz Legii w Warszawie" (em polonês). legionisci.com. 29 de abril de 2010. Recuperado 19 de novembro 2017.
  14. ^ Błoński R .: Legia Warszawa. Wydawnictwo Atena, 2008. ISBN 978-83-7552-360-7.
  15. ^ Grzegorz Karpiński (1 de novembro de 2013). "Historia stadionu". legionisci.com. Recuperado 19 de novembro 2017.
  16. ^ "Historia Legii: Legia trzecia w klasie A w 1923 roku" (em polonês). www.legionisci.com. Recuperado 18 de novembro 2017.
  17. ^ "Pierwsza ligowa wygrana i pierwszy hat-trick legionisty" (em polonês). www.legionisci.com. Recuperado 20 de novembro 2017.
  18. ^ "Historia Legii: Najwyższa porażka w historii" (em polonês). www.legionisci.com. Recuperado 19 de novembro 2017.
  19. ^ Encyklopedia Piłkarska FUJI, Título: 12: Księga jubileuszowa. 75 lat PZPN (1919–1994), vermelho. Andrzej Gowarzewski, Katowice 1994, p. 36–46.
  20. ^ "Klub - Historia Legii - 1946–1955" (em polonês). www.legia.com. Recuperado 28 de novembro 2017.
  21. ^ "Najbardziej pamiętne mecze Lech - Legia w Poznaniu. Rok 1956" (em polonês). www.poznan.sport.pl. Arquivado de o original em 24 de setembro de 2015. Recuperado 28 de novembro 2017.
  22. ^ "Cena wielkości" (em polonês). www.legia.com. Recuperado 28 de novembro 2017.
  23. ^ uma b c "Historia Legii Warszawa" (em polonês). www.legionisci.com. Recuperado 30 de novembro 2017.
  24. ^ "Legia Warszawa" (em polonês). Arquivado do original em 17 de outubro de 2007. Recuperado 30 de novembro 2017.CS1 maint: BOT: original-url status desconhecido (ligação)
  25. ^ "Wydarzenia". BigWing.pl. Arquivado de o original em 27 de outubro de 2005. Recuperado 30 de novembro 2017.
  26. ^ "Powrót do nazwy Legia i nowy herb w 1957 roku" (em polonês). www.legionisci.com. Recuperado 30 de novembro 2017.
  27. ^ uma b "Klub - Historia Legii - 1956–1965" (em polonês). www.legia.com. Recuperado 30 de novembro 2017.
  28. ^ "Historia stadionu Legii: 1960 cz.I" (em polonês). www.legionisci.com. Recuperado 2 de dezembro 2017.
  29. ^ "Puchar Zdobywców Pucharów 1964/1965, 1/4 finału PZP" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 2 de dezembro 2017.
  30. ^ uma b "Klub - Historia Legii - 1966–1975" (em polonês). www.legia.com. Recuperado 2 de dezembro 2017.
  31. ^ "Sezon 1972/1973 Legia Warszawa -Vikingur Reykjavik 9: 0 (3: 0)" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 5 de dezembro 2017.
  32. ^ "Sezon 1972/1973 Legia Warszawa -AC Milan 1: 1 (0: 0)" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 5 de dezembro 2017.
  33. ^ "Sezon 1972/1973 AC Milan -Legia Warszawa 2: 1 (1: 1)" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 5 de dezembro 2017.
  34. ^ "Historia Legii Warszawa" (em polonês). legia.com.pl. Recuperado 5 de dezembro 2017.
  35. ^ "Sezon 1972/1973 Legia Warszawa -Szombierki Bytom 3: 1 (0: 1)" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 5 de dezembro 2017.
  36. ^ "Sezon 1972/1973 Szombierki Bytom -Legia Warszawa 1: 1 (0: 1)" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 5 de dezembro 2017.
  37. ^ "Sezon 1972/1973 Legia Warszawa -Polonia Bytom 0: 0 (0: 0)" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 5 de dezembro 2017.
  38. ^ CWKS Legia 1967–1996 Kronika. Warszawa: Vipart. 1996. p. 120 ISBN 83-87124-01-X.
  39. ^ "Klub - Historia Legii - 1976–1985" (em polonês). www.legia.com. Recuperado 5 de dezembro 2017.
  40. ^ "Legia - Manchester City 2: 1 (pożegnanie Deyny)". Legia.com.pl (em polonês). Recuperado 28 de fevereiro 2018.
  41. ^ Legia para potęga. Katowice: GiA. 2004. p. 132 ISBN 83-88232-12-6.
  42. ^ "Sezon 1981/1982 Dinamo Tbilisi -Legia Warszawa 1: 0 (1: 0)" (em polonês). Recuperado 8 de dezembro 2017.
  43. ^ "Sezon 1981/1982 Legia Warszawa -Dinamo Tbilisi 0: 1 (0: 1)" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 8 de dezembro 2017.
  44. ^ "Inter Mediolan -Legia Warszawa 0: 0 (0: 0)" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 8 de dezembro 2017.
  45. ^ "Legia Warszawa -Inter Mediolan 0: 1 (0: 0)" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 8 de dezembro 2017.
  46. ^ "Legia Warszawa -Inter Mediolan 3: 2 (1: 1)" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 8 de dezembro 2017.
  47. ^ "Inter Mediolan -Legia Warszawa 1: 0 (1: 0)" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 8 de dezembro 2017.
  48. ^ CWKS Legia 1967–1996 Kronika. Warszawa: Vipart. 1996. p. 134 ISBN 83-87124-01-X.
  49. ^ "Jagiellonia o finale PP z Legią w 1989: Ludzie z innego świata" (em polonês). www.legioniści.com. Recuperado 8 de dezembro 2017.
  50. ^ uma b c d "Legia Warszawa. Historia" (em polonês). Arquivado do original em 6 de maio de 2008. Recuperado 9 de dezembro 2017.CS1 maint: BOT: original-url status desconhecido (ligação)
  51. ^ "Sezon 1990/1991" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 9 de dezembro 2017.
  52. ^ "SEZON 1991/1992" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 9 de dezembro 2017.
  53. ^ Błoński R .: Legia Warszawa. Wydawnictwo Biblioteka Gazety Wyborczej, 2008. ISBN 978-83-7552-360-7.
  54. ^ uma b Gowarzewski A., Szczepłek S .: Legia. Wydawnictwo GiA, 1995. ISBN 83-902751-6-3.
  55. ^ "Historia Legii: Odebrany tytuł, czyli 6–0 z Wisłą" (em polonês). www.legioniści.com. Recuperado 13 de dezembro 2017.
  56. ^ "Legia mistrzem Polski 1993!" (em polonês). www.legia.com.pl. Recuperado 13 de dezembro 2017.
  57. ^ "I liga 1993/1994" (em polonês). www.90minut.pl. Recuperado 12 de fevereiro 2018.
  58. ^ "Historia Legii: Legia Mistrz 1994" (em polonês). www.legioniści.com. 15 de junho de 2009. Recuperado 12 de fevereiro 2018.
  59. ^ "I liga 1994/1995" (em polonês). www.90minut.pl. Recuperado 16 de fevereiro 2018.
  60. ^ "Protesto 1995" (em polonês). www.legioniści.com. 26 de novembro de 2010. Recuperado 16 de fevereiro 2018.
  61. ^ "Historia Legii Warszawa" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 16 de fevereiro 2018.
  62. ^ "Koniec Legii Daewoo" (em polonês). www.legionisci.com. Recuperado 7 de fevereiro 2018.
  63. ^ "Historia Legii 1996–2005" (em polonês). www.legia.com. Recuperado 7 de fevereiro 2018.
  64. ^ "I liga 2001/2002" (em polonês). www.90minut.pl. Recuperado 10 de fevereiro 2018.
  65. ^ "Historia Legii - 1996–2005" (em polonês). www.legia.com. Recuperado 10 de fevereiro 2018.
  66. ^ "Relacja z trybun Warszawa 100% Legia" (em polonês). www.legionisci.com. Recuperado 10 de fevereiro 2018.
  67. ^ "Sezon 2005/2006 Legia Warszawa -FC Zurich 0: 1 (0: 0)" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 10 de fevereiro 2018.
  68. ^ "Sezon 2005/2006 FC Zurich -Legia Warszawa 4: 1 (2: 1)" (em polonês). www.legia.net. Recuperado 10 de fevereiro 2018.
  69. ^ "Legia mistrzem Polski!" (em polonês). www.sport.pl. Recuperado 10 de fevereiro 2018.
  70. ^ "Ekstraklasa 2005/2006" (em polonês). www.90minut.pl. Recuperado 10 de fevereiro 2018.
  71. ^ "Megasensacja w Sanoku! Stal Sanok - Legia Warszawa 2–1" (em polonês). www.legia.net. 20 de setembro de 2006. Recuperado 25 de fevereiro 2018.
  72. ^ "Nowe logo dla nikogo" (em polonês). www.sano24.pl. Recuperado 25 de fevereiro 2018.
  73. ^ "Apel kibiców w sprawie herbu" (em polonês). www.legionisci.com. 31 de maio de 2009. Recuperado 25 de fevereiro 2018.
  74. ^ Skandal w Wilnie. Wykopią Legię z Pucharów? Gazeta Wyborcza 8 VII 2007.
  75. ^ "Listkiewicz pomógł Legii" (em polonês). www.zw.com.pl. 1 de setembro de 2007. Recuperado 26 de fevereiro 2018.
  76. ^ "Czy drużyna Legii da radę liderowi?" (em polonês). www.wp.pl. Recuperado 27 de fevereiro 2018.
  77. ^ "Legia w liczbach" (em polonês). www.legionisci.com. 30 de dezembro de 2007. Recuperado 27 de fevereiro 2018.
  78. ^ "Puchar Polski 2007/2008" (em polonês). www.90minut.pl. Recuperado 27 de fevereiro 2018.
  79. ^ "Nigdy Więcej" (em polonês). nigdywiecej.org. 21 de março de 2008. Recuperado 27 de fevereiro 2018.
  80. ^ "Legia Varsóvia 1–0 Sporting: Guilherme sela vaga na Liga Europa". Goal.com. 7 de dezembro de 2016. Recuperado 19 de fevereiro 2017.
  81. ^ "SOMOS OS CAMPEÕES !!!". Legia.com. 5 de junho de 2017. Recuperado 6 de junho 2017.
  82. ^ "Legia Varsóvia vence o Campeonato Polonês após o término do jogo do Lech Poznan. BBC Sport. 21 de maio de 2018. Recuperado 21 de maio 2018.
  83. ^ "Adidas sponsorem technicznym Legii Warszawa" (em polonês). sport.onet.pl. 19 de abril de 2010. Recuperado 19 de novembro 2017.
  84. ^ "ActiveJet sponsorem głównym Legii" (em polonês). activejet.pl. 18 de novembro de 2011. Recuperado 19 de novembro 2017.
  85. ^ "Królewskie na dłużej z Legią" (em polonês). legia.com. 24 de abril de 2017. Recuperado 27 de fevereiro 2018.
  86. ^ "Fortuna nowym sponsorem Legii" (em polonês). sport.onet.pl. 7 de novembro de 2013. Recuperado 19 de novembro 2017.
  87. ^ "Plus500 głównym sponsorem Legii Warszawa" (em polonês). legia.com. 10 de agosto de 2020. Recuperado 22 de setembro 2020.
  88. ^ Gazeta Wyborcza (16 de novembro de 2008). "Żyleta - dr Jekyll i mr Hyde". gazeta.pl. Recuperado 28 de agosto 2011.
  89. ^ "Site oficial do Legia Varsóvia: Muzeum Legii - Żyleta". Legia.com. Recuperado 28 de agosto 2011.
  90. ^ ""Kosovo é a Sérvia "- fãs do Legia Warszawa". 16 de fevereiro de 2016. Recuperado 10 de fevereiro 2017.
  91. ^ "Pogoń Lwów solidarna z Legią" (em polonês). legia.com. 25 de março de 2017. Recuperado 10 de fevereiro 2017.
  92. ^ "Legia Warszawa wygrała w meczu przyjaźni w Sosnowcu z Zagłębiem 2: 1" (em polonês). dziennikzachodni.pl. 31 de outubro de 2014. Recuperado 10 de fevereiro 2017.
  93. ^ Erro de citação: a referência nomeada títulos foi invocado, mas nunca definido (veja o página de ajuda).
  94. ^ "Rankings da UEFA - Coeficientes do Clube".
  95. ^ "Legia Warszawa (kadra)" (em polonês). Legia Warszawa. Arquivado de o original em 6 de novembro de 2014.
  96. ^ (1966–78) – Honra póstuma.
  97. ^ "Galeria Sław (kadra)" (em polonês). Legia Warszawa.

links externos

Pin
Send
Share
Send